Ir para o conteúdo

Município de Santa Bárbara dOeste e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Município de Santa Bárbara dOeste
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Twitter
Rede Social Youtube
Rede Social Rádio Santa Bárbara FM
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
26
26 FEV 2024
SAÚDE
Santa Bárbara participa do Dia D da 7ª Campanha Regional de Combate ao Aedes aegypti
enviar para um amigo
receba notícias

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste participou no último sábado (24) do “Dia D - Mutirão de combate ao Aedes” - iniciativa promovida pela EPTV Campinas, em parceria com prefeituras da área de cobertura nos estados de São Paulo e Minas Gerais. A mobilização fez parte da 7ª Campanha Regional de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela urbana. No sábado, equipes também realizaram visitas casa a casa no bairro Jardim das Orquídeas e ações de nebulização no Mollon.

A iniciativa ocorreu na Praça Central, onde uma equipe do Setor de Combate de Vetores do Departamento de Vigilância em Zoonoses (DVZ) realizou diversas orientações e distribuição de materiais informativos, sobre medidas a serem adotadas para prevenção das arboviroses urbanas transmitidas pelo mosquito vetor Aedes aegypti.

A ação de informação e educação ambiental realizada na praça contou com exposição de materiais, visando orientar os munícipes tanto sobre as medidas preventivas a serem adotadas para combater a dengue como também sobre os sintomas da doença. Um dos focos da iniciativa foi a abordagem às crianças, por meio da experiência “Agente Mirim de Combate à Dengue”.

Durante a ação, o jovem Kauan Geijo Marfim, de sete anos, filho da agente de controle de endemias, Mônica Geijo Costa Marfim, foi um dos responsáveis por orientar e interagir com os adultos e demais crianças que passavam pelo local, enfatizando a importância de toda a família vistoriar os imóveis e eliminar possíveis criadouros do mosquito.

Paralelo à Campanha Regional de Combate ao Aedes aegypti, a Divisão de Controle de Vetores, vinculada ao DVZ, continua com ações intensificadas de combate ao mosquito Aedes aegypti em várias regiões do Município. O trabalho ininterrupto é priorizado em regiões com casos positivos ou com aglomerado de casos suspeitos e, também, em bairros onde o monitoramento entomológico realizado diariamente indica alto índice de circulação de mosquitos, objetivando a remoção de criadouros e orientações à população.

A Prefeitura ressalta a importância de receber os agentes de controle de endemias para obter informações importantes sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves. Todas as ações são gratuitas e não há cobrança de taxa para nenhum serviço, como nebulização, limpeza de calhas ou de caixas d’água, mediante cobrança de taxas.

Prevenção

Além das ações realizadas pela Prefeitura, é fundamental que o cidadão tenha alguns cuidados para evitar a proliferação do mosquito, sendo dever de todos eliminar os criadouros. Confira algumas medidas:

- Utilizar tampas e telas para vedar baldes e tambores de armazenamento de água;

- Armazenar objetos em local coberto, ou descartar, de forma adequada, o material que não vai mais utilizar. O Município dispõe de Ecopontos e do serviço de coleta de resíduos regular;

- Limpar as calhas e caixas d'água;

- Não armazenar pneus e garrafas em local descoberto;

- Não deixar plantas na água, utilizando sempre vasos com terra;

- Verificar a drenagem dos vasos de planta, para que não acumulem água;

- Não utilizar pratinhos embaixo dos vasos;

- Evitar bromélias, em centros urbanos, pois elas também servem como criadouro de Aedes aegypti;

- Usar telas nas caixas d'água;

- Limpar e fazer o tratamento adequado nas piscinas.

Em caso de sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, manchas vermelhas e dores no corpo, o cidadão deve procurar pela unidade de saúde mais próxima de casa e não se automedicar - já que alguns medicamentos podem agravar o quadro.

 

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia