Ir para o conteúdo

Município de Santa Bárbara dOeste e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Município de Santa Bárbara dOeste
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Twitter
Rede Social Youtube
Rede Social Rádio Santa Bárbara FM
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
20
20 FEV 2024
CULTURA E TURISMO
Espetáculo Via Crucis revela protagonistas dos seus 25 anos
enviar para um amigo
receba notícias

Os 25 anos do Espetáculo Via Crucis de Santa Bárbara d’Oeste serão comemorados com novidades. Nesta terça-feira (20) os protagonistas Brunna Oliveira (Maria de Nazaré), Gabriel Mazon (Jesus de Nazaré), André Lima (Satanás), Vitória Ezidio (Matre Myriam - narradora) e Diego Daroz (Pilatos) foram revelados à imprensa, autoridades e convidados no Tivoli Shopping. A ocasião também anunciou a exposição “A Paixão em Cenas”, narrando em fotos o nascimento do Espetáculo em 1998.

Em produção grandiosa, o mais consolidado espetáculo teatral do interior do Estado de São Paulo acontecerá de 26 a 31 de março, sempre às 20 horas, mais uma vez ao céu aberto do Complexo Usina Santa Bárbara, no Residencial Dona Margarida, com entrada gratuita.

A 25ª edição do Espetáculo Via Crucis de Santa Bárbara d’Oeste é uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e da Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, com patrocínio da TRBR e apoio da Indústrias Romi, Supermercados Pague Menos, Tivoli Shopping e Unimed Santa Bárbara Americana, media partner EPTV e Todo Dia.

“A 25ª edição do Via Crucus contará, com muito talento de todos os envolvidos no espetáculo, uma história de amor ao próximo, que marcou a humanidade. Parabenizo todo o projeto por dois aspectos fundamentais: o empenho dos artistas e a produção realizada. A qualificação desse espetáculo passa fundamentalmente por isso”. Santa Bárbara d’Oeste caminha a passos largos para cada vez mais se tornar um polo da Cultura no Estado de São Paulo. E esse é um degrau que a gente vai subindo ano após ano. Os 25 anos de história do Via Crucis são o maior exemplo disso”, afirmou o prefeito Rafael Piovezan.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Evandro Felix, o Espetáculo Via Crucis é um dos exemplos do crescimento cultural que o Município de Santa Bárbara d'Oeste teve ao longo dos últimos anos. “Ele nasce pequeno, com pouca estrutura, e hoje se transformou em um dos maiores espetáculos a céu aberto do Estado, atraindo pessoas de diferentes regiões e se consolidando como uma produção com potencial turístico. Para celebrar os 25 anos do Via Crucis montaremos a maior estrutura que o Espetáculo já teve com o intuito de acomodar nosso público e garantir uma experiência única e emocionante”, explicou.

Além desta estrutura, a comemoração dos 25 anos do Espetáculo Via Crucis trará uma nova montagem, concepção e roupagem. “Trabalharemos novas passagens da Bíblia incluídas na dramaturgia desse ano e isso reverbera também na dramatização. Traremos a figura da mãe como figura central em consonância com Jesus, fazendo uma contextualização com todas as mães e a importância delas nos contextos familiar, social, cultural e histórico - matriz que ressoará na própria dramaturgia e também na concepção de cenas”, apontou diretor artístico, Otávio Delaneza.

A construção do texto dessa edição foi inspirada na linguagem bíblica dos evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João - principal fonte de pesquisa e inspiração, com foco nos relatos históricos. Outras fontes históricas serviram de informações para as construções dos diálogos das cenas e definições das passagens que serão encenadas neste ano, segundo o dramaturgo Almir Pugina. “O texto ainda traz um tributo à mulher-mãe, ao ventre materno, que nos traz à luz para vivermos encarnados aqui na Terra. O que me motivou a seguir esse viés é a presença expressiva das mulheres dentro do projeto que sempre nos induz a pesquisar a importância da figura feminina tanto nas Escrituras Sagradas quanto nas Fontes Históricas de modo a dar oportunidade para que estejam como protagonistas nessa encenação. Trazê-las à Luz da histórica passagem de Jesus na Terra também é uma importante função desse Projeto”, explicou.

Também estiveram presentes no evento o vice-prefeito de Santa Bárbara d'Oeste, Felipe Sanches, a chefe de Gabinete do Prefeito, Patrícia Marques, o secretário de Gestão Estratégica, Rodrigo Maiello, o secretário de Obras e Serviços, Hamilton Cavichiolli, o secretário de Planejamento, José Carlos Naidelice, o secretário de Saúde, Marcus Pensuti, os vereadores Bachin Júnior, Carlão Motorista, Juca Bortolucci e Kátia Ferrari, o gerente geral do Tivoli Shopping, Gustavo Salvagnini, a coordenadora geral do Espetáculo, Lays Ramires, o diretor artístico do Espetáculo, Otávio Delaneza, o dramaturgo e autor do texto do Espetáculo, Almir Pugina, além de convidados e imprensa da região.

Elenco principal

Mostrando o lado das mães, o Espetáculo ganhou uma nova narradora. A personagem Matre Myriam, que será interpretada pela professora de teatro, Vitória Eduarda Ezidio, trará a história do ponto de vista de uma mãe que perde o seu filho de forma tão perversa, a de Maria de Nazaré, mãe de Jesus. “Myriam é uma mãe grávida que acima de tudo quer proteger seu filho e que sente a dor de Maria por ter visto seu filho ser torturado e morto”, explicou Vitória. “Para meu papel o público vai sentir um misto de emoções, saudade para aqueles que já perderam suas mães e nostalgia para as mamães que protegeram e viram seus filhos crescer”, complementou a atriz profissional.

A voz da dor de Maria de Nazaré será da atriz profissional, bailarina e arte-educadora, Brunna Oliveira. “Fiquei extremamente feliz por representar uma personagem tão importante, principalmente vendo a perspectiva do Espetáculo desse ano, esse foco sobre o amor materno, sobre ser mãe e sobre o cuidado de mãe. E é muita responsabilidade ao mesmo tempo, porque Maria foi a mãe das mães”, disse Brunna que no ano passado narrou o espetáculo representando o Espírito Santo.

Outro destaque é o personagem Pôncio Pilatos, que será vivido por Diego Daroz. De Piracicaba, veio assistir o Espetáculo em terras barbarenses e se apaixonou. Segundo o arquiteto, o que mais sua chamou atenção foram as dinâmicas coreografadas de cada cena, além dos elementos da dança, beleza cênica, a partitura corporal dos personagens, trilha sonora aliada de um bom desenho de iluminação e uma cenografia funcional. “A partir desses elementos o Via Crucis trouxe brilho aos meus olhos. O profissionalismo é inegável de toda a equipe e os ensaios são bem planejados para atingir os objetivos de cada etapa. Mesmo que eu tenha estudado teatro por diversos anos com professores incríveis do Brasil e do exterior, o Via Crucis tem se tornado uma escola para mim e tenho aproveitado bastante cada encontro”, pontuou Daroz.

O dualismo entre bem e o mal, Jesus e Satanás, segue nesta edição. Gabriel Mazon e André Lima se enfrentarão em cenas e estudam diversas referências para experimentação. “O preparo acontece dentro e fora de cena. Durante os dias que não tenho ensaio ou um tempo livre pesquiso imagens pictóricas e assisto filmes relacionados a obra. E os ensaios é onde a mágica acontece, podemos testar e colocar em prática as ideias”, contou Mazon, que interpretará Jesus em mais um ano. “O estudo é constante, desde experimentações corporais, quanto vocais, além da busca constante por referências na cultura pop e na bíblia, encontrando até nas imagens de pinturas detalhes dessa figura misteriosa e complexa”, explicou Lima, responsável pelo personagem Satanás pela primeira vez.

Exposição

Instalada em frente ao restaurante Coco Bambu, a “A Paixão em Cenas” é uma exposição que registra as apresentações do Espetáculo Via Crucis, que comemora 25 edições em 2024. A exposição valoriza a história do Município e da arte dentro dele. Enaltecendo ainda os artistas locais, sendo eles fotógrafos, atores, diretores, dramaturgos e figurinistas, bem como o público que mantém o “Via Crucis” em sua trajetória de vida.

A mostra desta edição narrará em fotos o nascimento do Espetáculo Via Crucis, em 1998, consolidando uma história que sensibiliza, renova, emociona e leva à reflexão, sendo um lampejo de encantamento, instigando à contemplação, ao mesmo tempo em que aguça o olhar artístico, reflexivo e curioso do espectador através de imagens de absoluto primor estético.

Após um período no Tivoli Shopping, a “A Paixão em Cenas” deste ano será enviada para os dias de espetáculo no Complexo Usina Santa Bárbara. O Tivoli Shopping está localizado na Rua do Ósmio, 699, no Mollon, e funciona de segunda-feira a sábado, das 10 às 22 horas, e domingo das 11 às 22 horas.

Confira os currículos dos protagonistas:

Gabriel Mazon, ator
Jesus de Nazaré

Artista formado em Arte Dramática pelo SENAC, licenciado em Artes Visuais. Sua trajetória teatral iniciou-se em 2010. Entre os trabalhos desenvolvidos recebeu indicação como ator coadjuvante no Festival de cenas curtas Cenata 2014. Participou de diversas montagens com grupos de Americana e região, destacando-se obras como Via Crucis (projeto no qual integra o elenco há 9 anos), O “Primeiro Vôo de Ícaro”, “Dois Perdidos Numa Noite Suja”, entre outros. Fundador da Cia Karuna, integra o elenco de Abel e Caim, um estudo desenvolvido sob a perspectiva do “Teatro Laboratório” culminando o resultado na pós-graduação do diretor Otávio Delaneza. Atualmente trabalha como ator para a Cia Arte-Móvel nos espetáculos “N”, Trovoa, E o Sol Avermelhou e Por ti, Por tão coração.

Brunna Oliveira, atriz profissional, bailarina e arte-educadora
Maria de Nazaré

É bacharela e licenciada em Dança pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), atriz profissional, arte-educadora e professora de teatro para crianças. Compõe o elenco de diversas peças da Cia Arte-Móvel de Teatro, como a premiada “Casulo” e o Teatro musicado “E o sol avermelhou”, ministra aulas de dança em Santa Bárbara desde 2018 e atualmente tem se aprofundado na linguagem do Teatro Musical com a bolsa de estudos que recebeu da escola paulistana Motivo Live. Esta já é sua quinta vez participando do Via Crucis. Nas edições anteriores fez Salomé (2017), Maria Madalena (2018), Maria de Nazaré (2019) e, no ano de 2023, narrou o espetáculo representando o Espírito Santo.

André Lima, ator
Satanás

É fundador e ator do grupo de Teatro Mirabolantes, Integrante da Câmara Setorial de Teatro e integrante da Confraria do Conto. Participou de diversas edições do Via Crucis, assim como três edições do curso de teatro "Teatrando", oficinas como "O palhaço e o jogo do picadeiro", Oficina de teatro de Almir Pugina e "Canto para atores", projetos “Cena Bárbara”, “Histórias de Déu em Déu”, “Arte em Movimento”, “Recitar”, “[In] Cômodos”, “14º Encontra Conto”, “Biblioteca vai a feira”, “Encantos da cidade” e “Canecando”, de montagens como “Vagão de histórias”, “Viagem temporal”, “Filho da sorte”, “Vida e morte severina”, “A história é uma istória”, “Causos da nossa terra”, “Santa Emancipação”, “Vício” (Online), “Alma” (Online) e "O último livro". Nas edições anteriores do Via Crucis atuou como Soldado Romano e povo (2016, 2017, 2018 e 2023), João Batista (2019), Anás (2020) e Caifás (2022).

Vitória Eduarda Ezidio, professora de teatro de ensino fundamental e atriz profissional
Matre Myriam – Narradora

Faz teatro desde os 10 anos de idade e sempre foi apaixonada pelos palcos. Começou no Via Crucis em 2017 com apenas 13 anos e, em 2019, interpretou Marta (irmã de Lázaro). Participou de muitas oficinas de Almir Pugina e Otávio Delaneza. Em 2019 ganhou o troféu de melhor declamadora no Projeto Recitar – a palavra em Verso Vivo, um dos projetos realizados pela Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste.

Diego Daroz, arquiteto
Pôncio Pilatos

É arquiteto formado pela USP (Universidade de São Paulo) e também cursou artes cênicas na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) nos anos de 2009 e 2010. Atua há mais de 10 anos como ator, diretor, cenógrafo e professor de teatro e é fundador da Cia de Artes Lokomotiva sediada em Piracicaba. Como ator esteve em mais de 30 produções, dentre elas estão espetáculos da Cia Lokomotiva, e em outras apresentações como a Paixão de Cristo de Piracicaba, Festival Pirateatrando, algumas edições do Espetáculo Véu da Noiva em Piracicaba, e Festival de Circo SP, nas edições de 2021 e 2022. Já atuou como circense/palhaço em eventos diversos como Festa das Nações em Piracicaba, Hyundai Family Day e no parque aquático Thermas Water Park. Como diretor, atuou nos espetáculos da Cia Lokomotiva, 3 edições do Véu da Noiva (2012, 2013 e 2023) e em 2 apresentações no Festival Circo SP (2021 e 2022). Também como cenógrafo, trabalhou na edição de 2019 do Reality Fábrica de Casamentos, compondo a equipe de cenografia do SBT. Além disso já ministrou diversos cursos de interpretação, comédia, commedia dell’arte, palhaçaria e teatro geral em diversas localidades e eventos em São Paulo e Rio de Janeiro, incluindo o Encontro Internacional de Artes – Encontrart em 2010, realizado em Ibiúna.

Almir Pugina, ator, diretor, dramaturgo, produtor e professor de artes cênicas
Dramaturgo

Iniciou suas atividades nas Artes da Cena na década de 1980 em grupos de teatro amador com os quais participou de festivais de teatro pelo interior paulista, bem como de cursos, oficinas, workshops e palestras que foram fundamentais na sua formação profissional. É Servidor Público Municipal da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Santa Bárbara d’Oeste, desde 2002, tendo coordenado eventos culturais, tais como: Seletivas Municipais e Regionais do Mapa Cultural Paulista, além de desenvolver outras atividades teatrais, como oficinas de teatro, workshops e montagens de espetáculos teatrais com jovens e adultos. Dos prêmios recebidos, destacam-se Melhor Ator de 2001, pela APTC – Associação dos Produtores Teatrais de Campinas; Melhor Ator Coadjuvante de 2000, também pela APTC; Prêmio Coca-Cola de Melhor Espetáculo do Interior Paulista, em 1999, pelo espetáculo “Bailei na curva”. Prêmio Destaque Cultural, oferecido pela Câmara Municipal de Santa Bárbara d’Oeste, de 2015 e 2017, sendo: 2015 – pelos trabalhos de dramaturgias junto ao Projeto Via Crucis de 2005 a 2015; e 2017 - pela Coordenação Geral do Projeto Recitar – a palavra em Verso Vivo e o Prêmio Destaque da Cultura (2009) concedido pela extinta Revista FAMA de Santa Bárbara d’Oeste. Quanto ao Projeto Via Crucis, está envolvido desde 2005 já tendo assumido as funções de dramaturgo, diretor artístico, produtor cultural, contrarregragem e ator.

Otávio Delaneza, diretor, ator e pesquisador teatral
Diretor artístico

Especialista em Direção Teatral e Artes da Cena, pós-graduado pelo Teatro Escola Célia Helena e Licenciado em Artes Visuais, com formação no método Dance Of Intentions (Holstebro/Dinamarca) e residências artísticas imersivas com Eugênio Barba, estudando as técnicas laboratoriais do Odin Teatret. Atua na formação e embasamento de grupos teatrais desde 2004, tendo como focos de pesquisa o corpo como ferramenta elementar, o teatro narrativo e o Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski. Otávio é um dos idealizadores da Mostra de Teatro Cena Bárbara. É diretor convidado do espetáculo Via Crucis desde 2013, onde realiza um trabalho anual com atores e não-atores culminando numa grande produção externa. Teve sua trajetória como diretor reconhecida pelo PROAC LAB, conquistando pontuação equivalente à grandes mestres do teatro paulista. Validação esta que permitiu a instituição de seu Laboratório de Investigação Cênica (uma célula de pesquisa teatral no município de Santa Bárbara d’Oeste). Das obras concebidas por ele, destacam-se: “N”, espetáculo de sua autoria que propõe uma reflexão sobre a condição dos refugiados na contemporaneidade, “Trovoa”, trabalho híbrido de teatro e audiovisual e “O Broto”, obra que circulou pelo país rendendo reconhecimentos para sua direção em importantes circuitos. Como convidado dirigiu espetáculos para as cias D’Vergente e Karuna. É fundador da Cia Arte-Móvel (2009), onde é diretor de seis, dos sete espetáculos em repertório da Cia.

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia